14. Condutores e isolantes. Corrente elétrica. Resistência elétrica. Lei de Ohm. Associação de resistências. Variação da resistividade com a temperatura. Efeito Joule. Leis de Kirchhoff. Ponte de Wheatstone. Geradores. Medida da força eletromotriz. Associação de geradores.

14. Condutores e isolantes. Corrente elétrica. Resistência elétrica. Lei de Ohm. Associação de resistências. Variação da resistividade com a temperatura. Efeito Joule. Leis de Kirchhoff. Ponte de Wheatstone. Geradores. Medida da força eletromotriz. Associação de geradores.

e acontecerá.

Frase do dia: Estudar o que gosta é meio que cuidar de um filho na madrugada. Sempre vai trata-lo com carinho e atenção. Independente do sono.Philipi Estevão
Boa noite, 00:00 07.07 estamos aqui, nessa noite .. tá bom, parei, rs.. continuaremos a falar de coisas relacionadas a eletricidade, eu provavelmente deveria estar morrendo de sono, mais sou uma pessoa muito estranha e estou de certa forma, mais bem com vontade de começar logo, andei percebendo também que os conteúdos de física parece que vão acabando, obviamente que eu estou voltando aos anteriores pra complementa-los porém, sabe aquela coisa de ter algo novo a que explorar e comentar sobre? hum.. é, seja como for é bom saber que pelo menos até o momento consegui seguir o plano. bem paremos de falar tanto de coisas sem real importância e voltemos ao nosso assunto. e começaremos com noções sobre condutores e isolantes, .' Divirtam-se

Começaremos o conteúdo de hoje falando sobre algo que de certa forma como na maioria dos conteúdos anteriores é de conhecimento geral, Condutores e isolantes, tenho isso já no nosso conhecimento e eu lhe pergunto : Como eu sei disso? - e eu vos respondo, - pois sou um gênio - mentira, kkkkk - tá bom, a questão é que sabemos, aprendemos ou seja lá mais o que fazemos que tem coisas que nos tão choque, que não podemos pegar coisas elétricas com a mão molhada, que provavelmente um secador ligado se tu jogar na banheira matará alguém eletrocutado (cultura de novelas), assim como tantas outras culturas inúteis, a questão é que não sabemos exatamente porque e como isso acontece e é exatamente por isso que estou aqui.

HABILIDADES ESPECIAIS novamente: Alguns conhecimentos de Química, principalmente aquela parte que fala sobre a constituição dos átomos.


CONDUTORES E ISOLANTES
Bem os condutores conceitualmente são aqueles que são meios materiais que facilitam a passagem de corrente elétrica, e os isolantes em contrapartida são aqueles que não facilitam. Agora a pergunta é: Porque isso acontece, como isso acontece.. ?
A questão está bem relacionada com a última camada dos átomos, aquela conhecida como CAMADA DE VALÊNCIA, que na realidade é exatamente a que ocorre a maioria dos fatores

RELEMBRE AQUI: Átomos e moléculas: partículas fundamentais e modelos atômicos; principais métodos (...)

Voltando aos nossos assuntos, em razão exatamente dos elétrons da última camada de valência como eles ficam mais afastados do núcleo, sua ligação com o átomo é menos, então eles tem mais facilidade de sair.. esses elétrons que saem do átomo e ficam passeando por ai são chamados : ELÉTRONS LIVRES e são esses elétrons livres que definem se tu é ou não um bom condutor, o metal por exemplo é um bom condutor por apresentar mais elétrons livres..

Os isolantes em contra partida novamente eles não tem muitos elétrons livres, pois seus elétrons estão mais ligados aos núcleos, são mais fieis, com isso eles são mais estáveis,
Segurando um bastao de vidro por uma das extremidades e atritando a outra com um pano de la, somente a extremidade atritada se eletriza. Isso significa que as cargas eletricas em excesso localizam-se em determinada regiao e nao se espalham pelo bastao.
Repetindo-se essa experiencia com um bastao metalico, segurando-o por meio de um cabo de vidro, o bastao metalico se eletriza e as cargas em excesso espalham-se por sua superficie.
Vemos assim que no exemplo de materiais como o vidro, que conservam as cargas nas regioes onde elas surgem sao chamadas de isolantes ou dieletricos, Os materiais oonde as cargas se espalham imediatamente sao chamados condutores. E o caso dos metais.

Ambos são muito utilizados no dia-dia.

Corrente elétrica


Quando dois corpos tem quantidade diferentes de elétrons , dizemos que possuem cargas elétricas diferentes, quando colocamo-os em contato de forma a possibilitar a passagem de elétrons de um para o outro (por um caminho condutor de elétrons) estes passarão de um para o outro de forma a tentar equilibrar as cargas.
A corrente elétrica logo é a passagem de elétrons de um átomo pra outro. Resultante do excesso ou da falta de elétrons em um determinado átomo.


DEFINIÇÃO TECNICA: A corrente elétrica é o fluxo ordenado de partículas portadoras de carga elétrica, ou também o deslocamento de cargas dentro de um condutor, quando existe uma diferença de potencial elétrico entre as extremidades. Para que esse deslocamento ocorra é necessário haver partículas livres - íons ou elétrons -no interior dos corpos.Nos metais existe uma quantidade imensa de elétrons livres, daí se cria de alguma maneira um campo elétrico (\vec E) no interior do corpo, esses movimentos passam a ser ordenados no sentido oposto do campo elétrico \vec E, constituindo a CORRENTE ELÉTRICA.


Consideremos agora um aparelho, cuja funcao e manter entre seus terminais A e B uma diferenca de potencial eletrico (ddP): VA - BB. Esse aparelho e chamado gerador eletrico e seus terminais A e B sao chmados polos.


Polo positivo e o de maior potencial (VA)
polo negativo e o de menos potencial (VB)

INTENSIDDADE DE CORRENTE

Em um condutor metalico, ligado aos terminais de um gerador, seja n o numero de eletrons que atravessa a secao transversal. Como cada eletron apresenta a arga elementar e, no intervalo de tempo Deltat, passa pela secacao transversal a carga eletrica de valor absoluto:

Deltaq = ne

Defini-se intensidade media de corrente eletrica no intervalo de tempo p quociente:

im = deltaq/delta t





Reações: